Parashah 39: Hukkat (Regulamentos) 19.1-22.1

Resumo da Parashah

A parashah Hukkat se inicia com o sacrifício da novilha vermelha, um ritual incomum existente somente na Torah.hqdefault

O título da parashah, “Hukkat” vem de uma palavra para uma ordenança divina, sem explicação racional. Isto muito se contrasta com os outros mandamentos como a Eidot que eram os mandamentos de testemunho e os mandamentos de Mishpatim, ou seja, Regras ou Leis.

Conforme ensinado por nossos sábios, os mandamentos “Hukkim” podem ser divididos em duas espécies, a saber: mandamentos que podem ser entendidos ou compreendidos pela inteligência humana, porém, com detalhes que estão além da compreensão e aqueles que estão inteiramente além do alcance da compreensão humana. O mandamento da novilha vermelha pertence a esta segunda categoria.

 

Segundo a Torah, a novilha para este tipo de sacrífico deveria ser sem defeito e completamente vermelha. Não era oferecida no altar do Mishkan mas, ao contrário dos outros sacrifícios era levado para fora do acampamento e abatida pelo sacerdote que deveria tirar um pouco do sangue e aspergir sete vezes o sangue na direção da tenda do encontro.

 

Então a novilha era queimada na sua totalidade, ou seja, era queimado o couro, a carne, o sangue e as víceras e até o esterco, o que contrasta com os outros sacrifícios que não eram feitos desta forma. O kohen pegava uma madeira de cedro, hissopo e tecido escarlate (mesmos itens usados para purificação de tzara’at) e os lançava junto da novilha enquanto ela estivesse queimando e assim, estes itens com o sangue da novilha vermelha eram juntados às cinzas e misturados com água, criando assim uma água que tirava as impurezas das pessoas. Essa cerimônia servia para tirar pecados.

 

A novilha era levada para fora do acampamento e morta diante do kohen (sacerdote); depois de jogado os objetos citados (madeira de cedro, hissopo e tecido escarlate) para queimar junto com a novilha, o kohen tinha que lavar suas roupas, se banhar e ficava impuro até a tarde; a pessoa que queimava a novilha também deveria lavar as suas roupas que estivesse usando, devendo também se banhar, ficando impuro até a tarde; um homem puro deveria juntar as cinzas da novilha e deveria guardá-la em lugar limpo para a “Comunidade do Povo de Ysra-EL” para então servirem de preparação da “água da purificação do pecado”.

 

A parashah continua e mostra que aquele que tivesse tocado em um cadáver, ou “defunto”, conforme outras versões bíblicas, deveria ser purificado no terceiro e no sétimo dia, valendo-se da água da purificação da novilha, quando então, ficaria pura; caso contrário, se isto não ocorresse, a pessoa faria com que a Tenda do Encontro ficasse impura e, desta forma, se não passasse por este ritual era expulsa do meio do povo de Ysra-EL.

 

O mandamento da novilha vermelha, em muitos aspectos levam Yeshua Há Mashiach, ou seja, conseguimos enxergar no Mashiach o cumprimento da novilha vermelha. Para tanto, separamos alguns passuc que comprovam isto:

 

– Yeshua não tinha pecados ou defeito (2.Coríntios 5:21, Jo 8:46), como assim deveria ser a novilha (B’midbar 19.2) ;

– Yeshua foi sacrificado fora do acampamento (Heb 13:13) como assim deveria ser sacrificada a novilha (B’midbar 19.3);

– Yeshua fez expiação por nossos pecados (2.Coríntios 5:21), mesmo propósito a que serviria a novilha (B’midbar 19.17);

– A aspersão do sangue de Yeshua nos purifica (1.Pedro 1:2; Heb 12:24); desta mesma forma a aspersão das cinzas da novilha com água, na chamada “águas da purificação”, purificava aquele que estivesse impuro. (B’midbar 19.12);

-É por meio da imersão em Yeshua Hamashiach que somos purificados de nossos pecados (Ef 5:25-26; Heb 10:22); da mesma forma, as cinzas da novilha serviam para a preparação da “água da purificação” para purificação dos pecados, água que era aspergida sobre a pessoa (B’midbar 19.19-20).

 

A parashah prossegue com o povo de Ysra-EL entrando no deserto de Tzin, permanecendo em Kadesh onde Miryam, irmã de Moshêh morreu e foi sepultada.

O povo volta a se queixar contra Moshêh pelo fato de não terem água e então Moshêh e Aharon foram até o Adonai, ajoelharam-se com rosto em terra. Adonai então mandou que Moshêh pegasse o seu cajado e dissesse à rocha que produzisse água, porém Moshêh reuniu todo o povo e bateu duas vezes na rocha (desobedecendo assim o comando do Eterno de falar com a Rocha, escolhendo atacar) e o povo teve água. O lugar ficou conhecido como fonte de M’rivah [fonte da discussão]. Em virtude disto Adonai disse a Aharon e Moshêh que não entrariam na Terra Prometida.

 

Em seguida narra a Torah acerca de Edom que não deixa Ysra-EL passar por seu território até a chegada diante do monte Hor, onde ali morreu Aharon, o Kohen Gadol, sendo substituído por seu filho  El’azar conforme determinado por Adonai.

Após uma batalha contra o rei kanan’ani Arad, no qual após um voto com Adonai, Ysra-EL saiu vitorioso, novamente o povo se queixou com Moshêh; Adonai enviou ao meio do povo serpentes venenosas o que provocou a morte de muitos israelitas. Moshêh interveio a Adonai e Este ordenou que fosse feita uma serpente de bronze que deveria ser colocada sobre um poste e todo aquele que fosse mordido deveria olhar e assim ficaria curado.

A parashah termina com o povo de Ysra-EL lutando contra dois reis amorreus, Sichon, rei do emori e Og, rei de Bashan (Og foi o último rei descendente da raça de gigantes chamados Refa’ins), vencendo-os e tomando seus territórios.

 

Que a cada estudo, pela Misericórdia do Eterno que pode assim o permitir e revelar, possamos encontrar as pistas contidas na Torah de Hashem, pouco a pouco, pistas estas que nos guiem no caminho de encontro a Yeshua Há Mashiach. Ámen.

 

Escrito por Ets Uri Bem Avraham (Alex) Judeu Nazareno

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s