Parasha 22: Vayak’hel (Ele reuniu) 35.1 – 38.20

images (4)

Resumo da parashah

A Parashah desta semana incia-se com Moshêh Rabenu reunindo a pessoas para orientando-os acerca de ordenações dada por Hakadosh Baruch Hu no Monte Sinai, sendo que o primeiro item exposto é a guarda do Shabbat e a advertência que aquele que desobedecer será executado. Além disto, há a clara proibição de acender o fogo no Shabbat.
Logo depois Moshêh chamou o povo para uma contribuição (t’rumah), oferta de livre arbítrio de ouro, prata, bronze e outros materiais para edificação do Tabernáculo e seu mobiliário, tendo sido especificado os detalhes de sua construção como também das vestes dos sacerdotes e a Menorah.
Um detalhe importante de se notar na Parashah é que o Tabernáculo embora fosse composto de tantas partes diferentes (A cobertura de pele de cabra, os quadros de madeira de acácia, um véu [cortinas] para separar o lugar santo da câmara interior [santo dos santos – Kodesh ha-Kodashim], a Arca Sagrada, a mesa do Pão da Preposição, a Menorah, o altar de incenso e o altar de sacrifícios com seus utensílios e etc) é dito ser echad – uma única unidade.

Visão geral do Tabernáculo

Na Parasha Vayak’hel o Eterno descreve pela segunda vez os detalhes da construção do Mishkan (a primeira vez deu-se na Parashá T’rumah) e isto muito bem demonstra a importância fundamental do Tabernáculo e os rituais de expiação dos pecados por meio do sangue, sendo este o “caminho” para se obter uma comunhão com Elohim, ou seja, “o caminho” para seguir o Eterno deveria ser “através do sangue de uma vítima de sacrifício”.
Da mesma forma hoje “o caminho” para obtenção de uma comunhão com o Eterno, somente se dá por meio do “sangue derramado de Yeshua Hamashiach” que nos purifica de nossos pecados e de nossas impurezas, sem a qual, não poderíamos jamais chegar à presença de HaShem.
Em 1.o. Coríntios, 3:11-18, o Rabino Sha’ul nos lembra que nós somos o Templo da Ruach Hakodesh e que Yeshua haMashiach é o fundamento deste Templo; desta forma, “se somos o tabernáculo onde Elohim deseja morar” devemos zelar para nos tornarmos um local de serviço contínuo ao Eterno. Amém.

Escrito por Ets Uri Ben Avraham

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s